Ouvir com webReader

As mudanças políticas começaram a ser observadas no estado de Sergipe, entre essas alternâncias está a “dança das cadeiras “(ou melhor, dos partidos), que atingem de forma geral todas as siglas partidárias”“. Na região sul do estado, pelo menos 02 dos prefeitos, entre eles, o Prefeito do município de Umbaúba, José Silveira Guimarães (Zé de Francisquinho), que deixa o PDT 12 e passa a fazer parte do PSDB 45.

PREFEITO - ZÉ DE FRANCISQUINHO

Sobre sua mudança de partido, o Portal Alarde conversou na tarde dessa sexta-feira (11), com o prefeito de Umbaúba, José Silveira Guimarães (Zé de Francisquinho) Ex- PDT e agora no PSDB. A entrevista foi feita por R. Lima, repórter do Portal Alarde e foi permeada por perguntas simples que obtiveram respostas diretas e categóricas. As Perguntas foram dirigidas a ele sempre utilizando para isso o seu pseudônimo “Zé de Francisquinho” que o identifica há muitos anos.

  • Portal Alarde |Prefeito, Zé de Francisquinho, quanto anos o senhor passou no PDT?

Zé de Francisquinho | Eu estive no PDT (Partido Trabalhista Brasileiro) por mais de 10 anos da minha carreira política.

  • Portal Alarde | quantas eleições o senhor disputou e venceu pelo PDT?

Zé de Francisquinho | Em Minha Trajetória no PDT disputei 03 eleições, das quais venci todas elas.

  • Portal Alarde | O que motivou a sua saída do PDT?

Zé de Francisquinho | O presidente estadual do partido, Fabio Henrique fez uma aliança política com o então candidato a reeleição para o governador, Jackson Barreto em 2012 e fez um pronunciamento onde avisou que quem não acompanhasse essa aliança estaria fora do partido. O pior de tudo é que ele simplesmente não veio até as bases discutir essa aliança com ninguém, apenas deliberou lá de cima. Dois meses, depois da eleição, eu encontrei Fabio Henrique que me disse que aqui em Umbaúba, o partido era meu e que eu não me preocupasse que isso, essa foram as palavras do Henrique.

Nos festejos juninos de Umbaúba, nos dias 10 e 11 de julho, ele veio para a cidade, e eu simplesmente pensei que ele viesse visitar o presidente do Partido, que era eu, mas não foi bem assim. Na verdade, ele veio para almoçar com os meus adversários, com a oposição umbaubense. Como então, eu poderia confiar na palavra dele? Depois do que Fábio Henrique fez comigo, indo almoçar na minha cidade com todo o Clã da oposição, como é que eu ou qualquer outro do PDT poderíamos ter confiança em quem liderava o nosso partido. Como poderíamos continuar ali?

  • Portal Alarde | com a sua saída do PDT para o PSDB, como focará o Cargo de Prefeito?

Zé de Francisquinho | O cargo continua comigo, eu continuarei sendo o prefeito de Umbaúba como me garante a lei, que não se aplica aos cargos majoritários a perda de mandato em função de troca de partido.

  • Portal Alarde | Por que o PSDB como seu novo partido?

Zé de Francisquinho | em viagem a Brasília,  encontrei com os senadores Eduardo Amorim e Aécio Naves, líder nacional do PSDB e recebi então de Aécio, o convite para vir para o PSDB. O que levei em conta, é que o PT é hoje um partido em forte decadência e que está causando a desmoralização do país.  Além disso, o PMDB aliado do PT começa a trilhar o mesmo caminho. Com isso, eu sendo membro do PSDB, um partido em Ascenção, acredito que o PSDB, conquiste e Presidência do Brasil.

  • Portal Alarde | saiu a notícia nos bastidores da política umbaubense, que o vereador eleito pelo PSDB, Renato Kleverton Soares Feitosa (Renato de Careca) estaria interessado na vaga de presidente do partido no município. Até onde isso é verdade e como ficou essa situação tendo agora o senhor como presidente municipal?

Zé de Francisquinho | sim é verdade. Ele me procurou e disse                que estava interessado no partido aqui no município, mas até onde eu sei, eu fui convidado para assumir o partido. Então, ele me perguntou se ele poderia prosseguir, ou, se eu tinha interesse. Eu disse a ele, que eu iria aceitar o convite, conversamos com os demais e nos entendemos. Estamos todos bem com as decisões.

  • Portal Alarde | Os filiados mais velhos do PSDB, como eles o receberam nessa transição?

Zé de Francisquinho | Normal, ou melhor, de forma muito receptiva.

  • Portal Alarde | Com a sua saída, como fica o restante do PDT?

Zé de Francisquinho | Ficam comigo. Todos os meus amigos me acompanham há mais de 12 anos, muitos deles, estão novamente comigo. Elas já estão pedindo desfiliação e virão para o PSDB.

  • Portal Alarde | Para finalizar, o senhor já se imagina candidato à reeleição agora pelo PSDB?

Zé de Francisquinho | Sim, com certeza. Eu serei candidato a reeleição em 2016.