Ouvir com webReader
Acreditando ter nascido para ser mãe de muitos, a mulher não tem interesse no procedimento para ligadura de trompas e confessa que ainda quer mais um.
Sebastiana e o filho Tássio/Fotos: Tássio Andrade/G1)
Sebastiana e o filho Tássio/Fotos: Tássio Andrade/G1)

Sebastiana Maria da Conceição, 51 anos, mais conhecida na comunidade onde mora, em São Cristóvão, na Grande Aracaju, como ‘poucos filhos’, deu à luz na última quarta-feira (13) ao seu 21º filho.

‘Batizado’ como Tássio, o bebê nasceu de parto normal, assim como os demais irmãos, pesando 3.040 kg e medindo 46,5 cm, ainda que com os riscos da gravidez. Sebastiana, que foi mãe pela primeira vez aos treze anos, se considera ‘boa de barriga’ e não tem interesse na cirurgia para ligadura das trompas porque quer ter outra criança.

“Sou boa de barriga, em nenhum momento eu tive medo, sou uma mulher forte. Foi tudo normal, e nunca quis fazer a cirurgia para ligar. Acho que esse vai ser o último, mas isso só Deus sabe, confesso que quero mais um”, disse.

Dos 21 filhos, dona Sebastiana tem 18 vivos, sendo os mais novos de um ano e seis meses, dois anos e oito meses e três anos e onze meses. Acreditando ter nascido para a maternidade, ela desabafa: “Sempre me vi uma mãe cheia de crianças. Esse foi o meu destino, tenho certeza!”.

INFO: G1