Uma reviravolta ocorreu no ultimo caso de desaparecimento de menores supostamente ocorridos no município de Umbaúba no ultimo final de semana e noticiado nesta segunda-feira (16). As novas informações indicam que os desaparecimentos informados por parentes das supostas vítimas inexistiu de fato.

Segundo os familiares, as garotas menores de 13 e 14 anos teriam desaparecido (ou supostamente raptadas por serem menores) na tarde do ultimo sábado do povoado Mangabeira, Zona Rural de Umbaúba. Os familiares suspeitavam de que as mesmas teriam fugido com dois rapazes, seus namorados e maiores de 26 anos.

Os parentes supostamente preocupados com a segurança das mesmas tentaram registrar o caso de desaparecimento na delegacia de Policia Civil local, mas ao contarem o caso de forma oficial ao delegado, Paulo Cristiano Alves, detalhes da história fez com que a história contada a imprensa mudasse de rumo.

O fato é que, segundo foi informado ao delegado, as duas teriam 14 anos completos e teriam saído saído sim com os namorados, mas que tanto esse detalhe quanto a localização das mesmas, que chegaram a contatar as famílias era conhecido, o que descaracteriza desaparecimento.

Por esse motivo, o desaparecimento, como quiseram os familiares fazer-se acreditar, de fato não existiu e por isso não pode ser registrado como tal.

As garotas foram [encontradas] no dia seguinte a publicação no município baiano do Conde.