Ouvir com webReader

Não contentes em executar seus prisioneiros com facas e metralhadoras, os jihadistas do Estado Islâmico deram um passo à frente no quesito brutalidade. Em um vídeo divulgado nesta quinta-feira (veja abaixo), membros do grupo são vistos executando um homem com uma bazuca.

Segundo o jornal britânico “Daily Mail”, a vítima seria Ibrahin Shraideh, um mebro da tribo al-Shaitat, da cidade de Abu Haman, na Síria. O grupo vem combatendo o Estado Islâmico desde o início da tentativa dos jihadistas de formar um califado no Oriente Médio e no norte da África.

BAZUCA
FOTO: REPRODUÇÃO

Os homens filmados na gravação seriam da frente jihadista da Tunísia e do Marrocos. Após a morte do prisioneiro, os autores dispararam para o alto, gritaram “Alá é grande” e ainda chutaram o cadáver como forma de lição aos demais combatentes na Síria.

Palmira
A gravação surge logo após a tomada da cidade patrimônio histórico da Unesco ter sido tomada pelos jihadistas. Segundo testemunhas, o Estado Islâmico deixou uma trilha de cadáveres decapitados pela cidade após sua chegada.

Além disso, tomaram um quartel general da resistência no Oriente Médio, uma base aérea militar e um presídio local. Acredita-se que todos os presos tenham sido libertados e incorporados ao exército jihadista.

Atenção: As imagens são fortes