Uma parceria entre a Delegacia de Policia Civil de Umbaúba e a Policia Civil de Alagoas resultou no inicio da noite desta segunda-feira (07) na prisão do acusado de cometer duplo homicídio durante uma festa na zona Rural de Umbaúba. O crime aconteceu no mês de Junho e o acusado que estava foragido foi preso no vizinho estado de Alagoas.

Adson Lima Santos (Didi) foi preso na noite de ontem na cidade de Batalha-Al, após investigação conduzida pelo Delegado Paulo Cristiano Alves Ricarte da delegacia de policia Civil de Umbaúba em Parceria com a Policia Civil de Alagoas. Didi é responsável pelo assassinato de Reginaldo Rodrigues, 38 anos e Maria Aparecida da Conceição, 36 anos, durante uma festa no dia 18 de Junho de 2016 no povoado Palmeirinha em Umbaúba-SE.

Desde a ocorrência, o delegado e sua equipe vinham investigando no intuito de prender o acusado que já havia sido identificado mesmo na noite do crime. Contra Didi pesam pesa um mandado de prisão por conta do duplo homicídio e um pela fuga da delegacia de Delmiro Golveia-Al há dois anos. Além desse e da fuga, ele reponde também em regime aberto por quatro assaltos cometidos em Umbaúba-Se pelos quais foi condenado e em Alagoas ele responde por 02 roubos e 01 furto e mais recentemente por porte ilegal de arma de fogo. O delegado informou que no momento da prisão, o individuo estava de posse de uma pistola municiada tendo também este agravante na prisão realizada em flagrante.

Em primeira conversa, o acusado assumiu de forma integral a autoria do duplo homicídio e alegou como motivação problemas pessoais com Reginaldo, uma das vitimas que segundo ele, era seu velho inimigo, o que dá a entender que a outra vitima, Maria Aparecida nada havia contra ela de parte do assassino.

O delegado informou ainda que, em virtude destes crimes, as condenações por assalto em Umbaúba que estavam em regime aberto devem sofrer regressão para o regime fechado. “Foi uma prisão que considero de extrema importância para o município haja visto a grande repercussão que gerou na cidade. A elucidação deste e de outros casos do tipo demonstram a capacidade da nossa equipe e o nosso empenho em prestar um serviço de qualidade a população umbaubense”, afirmou Paulo Cristiano.

Depois de preso, o acusado foi recambiando pelos agentes civis para a Delegacia de Umbaúba onde ficara a disposição da justiça local e de onde será encaminha posteriormente para um dos presídios do estado.

Relembre o Caso

Uma festa era realizada no povoado Palmeirinha, as margens da BR-101, no município de Umbaúba quando, Adson Lima Santos (Didi), armado adentrou ao local, sacou sua arma e disparou contra Reginaldo Rodrigues, 38 anos. Devido a gravidade dos ferimentos a vitima acabou morrendo no local dos disparos.

Além de Regis, Maria Aparecida da Conceição, 36 anos, que estava na festa foi atingida por alguns disparos. Aparecida chegou a ser levada para o Hospital de Pequeno Porte Dr. José Nailson Moura (HPP Umbaúba), onde recebeu os primeiros atendimentos, mas não resistiu e faleceu.