O Diretor-Presidente do Sergipeprevidência, José Roberto de Lima,  esclarece que em nenhum momento declarou que haveria reforma na Previdência em Sergipe, como fora publicada por setores da imprensa no Estado. A única citação sobre o assunto foi a necessidade da construção de um debate, com toda a sociedade, sobre alterações no sistema previdenciário, levando em consideração  a atual situação do sistema previdenciário estadual.

José Roberto tem convicção de que a melhor forma de adaptar o sistema da previdência é através de uma discussão ampla com a sociedade e segmentos diretamente vinculados ao setor, para que não haja qualquer tipo de imposição de cima para baixo. “A discussão da previdência não é exclusiva de questões previdenciárias, pois incide também nas possibilidades que o Estado tem ou não de realizar políticas públicas para o seu desenvolvimento, já que a previdência acaba sendo o principal ônus que o Estado tem que arcar em relação as suas finanças”, explicou.

A nova previdência, caso haja a reforma em Sergipe, tem que satisfazer a todos os setores ligados direta ou indiretamente ao setor, a fim de evitar qualquer desconforto, principalmente aos mais interessados, que são os servidores públicos.