denarcUma denúncia anônima levou a Polícia Civil de Sergipe, por meio de equipes do Departamento de Narcóticos (Denarc), a efetuar, na manhã desse domingo, 13, em um posto fiscal na cidade de Tobias Barreto, a prisão em flagrante de Mônica de Oliveira Santos, 31 anos. A acusada estava dentro de um ônibus que vinha de São Paulo com destino ao município de Itabaiana, portando cerca de 30 quilos de maconha.

De acordo com o delegado Flávio Albuquerque, após a denúncia, que relatava a vinda de uma mulher com uma grande quantidade de drogas, equipes do Denarc montaram uma operação policial para identificar o suposto ônibus no qual a acusada estaria transportando a droga.

“O veículo foi localizado e abordado. Após vistoria, encontramos a droga que estava acondicionada em duas sacolas de viagem e conseguimos identificar a Mônica como dona das sacolas. Inclusive, ela estava visivelmente apreensiva no momento da abordagem”, relatou.

DENARC 1Após a prisão, os agentes constataram que a acusada tem ligação com dois detentos condenados pela prática de roubo. “A mônica esta cadastrada como companheira de dois internos que estão presos em presídios diferentes. Não podemos dizer que eles estão envolvidos nesse tráfico, mas não descartamos esta hipótese. Também não descartamos a participação de outras pessoas envolvidas como financiadores da droga”, destacou o delegado Flávio.

DENARC 2Mesmo diante de todas as provas, Mônica negou participação no crime e não detalhou como ocorreu a viagem. “Sabemos que a droga foi adquirida em São Paulo e que seria distribuída em Itabaiana, como também nos município vizinhos e provavelmente em Aracaju”, explicou o delegado.

Combate ao tráfico de drogas

Segundo o delegado Flávio Albuquerque, grande parte das prisões realizadas pelo Denarc ocorrem graças à denúncias anônimas que ajudam as equipes a chegarem até os traficantes. O Denarc atua não somente na capital, como também no interior do estado e tem se mostrado atuante e atento a grande remessa de drogas que chega a Sergipe, principalmente pelas rodovias.

“É um trabalho constante que tem resultados positivos. Este ano superamos o número de apreensão de armas de fogo apreendidas em relação ao ano passado. Fizemos recentemente uma grande apreensão de cocaína que, em uma única apreensão, representa todo quantitativo do ano de 2014 e 2013 e muitos autores de homicídios são presos pelo Denarc graças ao combate do tráfico, o que colabora na diminuição nos índices de violência”, concluiu Flávio Albuquerque.

INFO: SSP/SE