Policiais civis da Delegacia Regional de Estância prenderam na última sexta-feira, 16, Talles Henrique Silva Santos, 23 anos, responsável por uma série de disparos realizados em praça pública durante evento na cidade e que acabou vitimando uma jovem de 16 anos e ferindo outras três pessoas. Sob a coordenação do delegado Alan Faustino, os policiais prenderam Thales na cidade de Cristinápolis, região Sul do Estado, no momento em que tentava fugir para o estado da Bahia.

Ainda na terça-feira, 13, foi preso Felipe Victor dos Santos, 26 anos, também participante do crime. As investigações apontam que a motivação para o homicídio iniciou-se em uma briga de carnaval de 2016 entre Talles e Algislan, ocasião em que eles discutiram, entraram em vias de fato e o indiciado ameaçou a citada vítima de morte, bem como seus amigos Abini e Tiago. “Segundo apurado, durante a cavalgada de Santo Antônio, no Centro de Estância, Talles Henrique, de posse de uma arma de fogo calibre 38, avistou os desafetos Abini Costa Freire, Algislan Mendes e Tiago Santos e decidiu executá-los, sem se preocupar com a grande concentração de pessoas que havia no local. Talles contou com a ajuda de Felipe Victor, que, segundo testemunhas, caminhou em direção das vítimas, disfarçando a aproximação de Talles.

Chegando próximo às vítimas, Talles então efetuou seis disparos de arma de fogo em direção a Abini e seus amigos Tiago e Algislan, atingindo a Abini, que foi internado em estado grave no Huse; Evely Luany de Jesus, de 16 anos, que também foi internada no Huse e passou por cirurgia; Márcia Cristina dos Santos, de 43 anos; Tawana Tamiris Santos Silva, de 26 anos; e, de maneira fatal, Joice São Pedro dos Santos, de 16 anos de idade”, relatou o delegado Allan Faustino.

Ainda de acordo com o delegado, tanto Joice, como Márcia e Tawana não se encontravam na companhia de Abini e seus amigos, sendo atingidas pela proximidade das vítimas aos desafetos de Talles. “As três acabaram vítimas dos disparos por estarem bem próximas ao trio. Infelizmente a jovem Joice acabou não resistindo aos ferimentos e veio a óbito”, disse Allan Faustino. Talles e Felipe responderão pelo homicídio praticado contra Joice, bem como pelas tentativas de homicídio praticadas contra as demais vítimas. Os dois presos foram encaminhados à 4a Delegacia Metropolitana, onde serão recambiados para estabelecimento prisional do Estado.

As investigações sobre o crime ocorrido no domingo, 11, contou com a participação da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol) e da população, que utilizou os canais de denúncia para auxiliar a polícia na elucidação do crime.