PELO DIREITO A MERENDA ESCOLAR DE QUALIDADE

0
853

Disseram uma vez que deveria parar de reclamar da merenda escolar porque segundo este não tenho mais idade para isso. Mas hoje não venho reclamar da merenda escola por mim, mas sim por todos os alunos de escola pública, principalmente aqueles que tem a merenda da escolar como única refeição do dia.

Essa mensagem também vai para todos os governadores do Brasil principalmente ao nosso e ao de SP que desviam dinheiro da merenda para suas contas (ou meias). Enquanto isso nossos políticos comem do bom e do melhor, com direito de serem servidos por garçom. Enquanto isso muitas escolas públicas não tem ao menos um local decente para comer.

Aos nossos queridos alunos: Aprendam a questionar, os pais de vocês pagam impostos caros. Isso quer dizer que vocês não tem apenas direito a um ensino de qualidade como também uma merenda de qualidade, uma merenda que possa sustentar o coleguinha que não tem comida dentro de casa, uma merenda que possa sustenta-los pelas seis horas que vocês estudam.

Aos que gostam de comentar “mimimi” e dizem: “Mas tem escola que não tem nem biscoito para comer.” Estamos lutando por essas escolas também, diferente de você que apenas sabe tirar o direito do outro lutar por algo melhor. Diferente de você quer foi educado para se conformar com o que derem, que passou por algo semelhante calado e acha que os outros devem fazer o mesmo. Se você não quer que eu lute por uma merenda de qualidade aconselho o seguinte: Não leia meus textos, não estou obrigando ninguém a ler nada aqui e assim meu caro, minha cara seja feliz sem meus textos.

Hoje venho apresentar a vocês um pequeno texto que tirei da pagina do Facebook e venho por meio desse post compartilhar com vocês, leiam:

     Lei Federal Nº 11.947, de 16 de junho de 2009 deixa bem claro o direito à alimentação escolar saudável e adequada. E que substituir o arroz, feijão, carne e salada por 5 bolachas água e sal e 200ml de suco industrializado ou achocolatado não é a orientação.

     A decisão do governo Geraldo Alckmin em substituir a merenda escolar, no entanto, parece não levar essa legislação em consideração.

     Além disso, prefeituras reclamam do corte drástico no repasse para a merenda e alegam que o valor para alimentação é de 50 centavos por aluno.