Mas os pesquisadores da McMaster University acreditam que trabalhar com menos peso pode ser igualmente muito eficiente.

Os pesquisadores recrutaram dois grupos de fisiculturistas e descobriram que o grupo que levantava pesos mais leves (que representavam cerca de 50% do potencial máximo do atleta) com 25 repetições, conseguiu tanta musculatura quanto aquele grupo que usou pesos mais pesados (90% do potencial máximo) com 12 repetições.

Ambos os grupos continuaram a fazer repetições até não aguentarem mais.

O líder do estudo, Stuart Philips, disse: “a fadiga é o fator chave. A ideia é chegar ao ponto de exaustão, não importando se os pesos são leves ou pesados.”

Para os “meros mortais”, que querem entrar em forma, esta pode ser uma notícia animadora. Afinal, é bom saber que você consegue se desenvolver da mesma maneira levantando menos peso.

Esta opção também pode levar as pessoas a se interessarem mais pela musculação, dando à elas a chance de fazer algo para melhorar a saúde.