A confiança depositada no crescimento de Sergipe e a boa infraestrutura que tem sido proporcionada para a implantação de novos empreendimentos no estado, são os principais fatores apontados pelos empresários para a chegada de novos shoppings na capital e interior sergipano. Em Aracaju, além dos dois centros já existentes, um novo empreendimento ganha forma na zona norte. Outro estabelecimento já foi anunciado por uma grande construtora da capital. No interior, também está prevista a inauguração de novos shoppings nas cidades de Itabaiana e Lagarto, já em obras e que juntamente com o Shopping Prêmio, de Nossa Senhora do Socorro, na região da Grande Aracaju, e o Avelan Shopping com 50 lojas, inaugurado há um ano em Nossa Senhora da Glória, vão contabilizar oito empreendimentos comerciais em todo o estado, gerando emprego e renda para o povo sergipano.

O Aracaju Parque Shopping, que está sendo erguido no bairro Industrial, pelo grupo empresarial Nortista, será o terceiro centro de compras da cidade / Foto: Divulgação
O Aracaju Parque Shopping, que está sendo erguido no bairro Industrial, pelo grupo empresarial Nortista, será o terceiro centro de compras da cidade / Foto: Divulgação

Até o final de setembro de 2016, entra em funcionamento o novo shopping da capital sergipana. O Aracaju Parque Shopping, que está sendo erguido no bairro Industrial, pelo grupo empresarial Nortista, será o terceiro centro de compras da cidade. Construído em uma área de 70 mil m², na avenida João Rodrigues, o empreendimento representa um investimento de R$ 220 milhões e terá três pavimentos, sendo um térreo e dois andares,  com seis lojas âncoras, quatro mega lojas, 211 lojas satélites, seis salas de cinema e 25 lojas na praça de alimentação. Além disso, o novo shopping contará com 1.400 vagas de estacionamento, inclusive com deck park (área coberta e na parte interna do prédio).

Para o empresário Marcos Franco, embora o ano seja de dificuldades na economia do país, os investimentos feitos pelo Governo do Estado e prefeitura têm garantido o apoio necessário para que o projeto do grupo ganhe forma. “A infraestrutura do bairro, a viabilidade do trânsito no local, a iluminação pública e a questão da segurança fizeram com que investíssemos nesse novo ramo, o que fará com que aquela região cresça ainda mais nos campos comercial e imobiliário, sem contar com a oferta de novos postos de trabalho, cerca de três mil empregos diretos quando o shopping estiver funcionando”, afirmou ao destacar que a proposta é fazer um empreendimento diferenciado dos demais. “Teremos uma ou outra loja igual, mas estamos apostando em novas lojas para atrair todos os públicos. Queremos um shopping simpático, moderno e agradável”, enfatizou o empresário que tem tradição nos ramos de confecções e comunicação e agora aposta no primeiro empreendimento do grupo nessa área.

Outro empresário que espera vencer a atual crise econômica com muito trabalho é Messias Peixoto, de Itabaiana. Proprietário de uma das maiores redes de supermercado do interior, ele agora investe na construção do primeiro shopping center do município serrano, o Shopping Peixoto. O investimento de R$ 50 milhões prevê a geração de três mil novos postos de trabalho no município, em um espaço de 24 mil metros quadrados de área construída. “Serão 140 lojas, sendo quatro âncoras, um supermercado, quatro salas de cinema, 18 lojas para fast food, dois grandes restaurantes, área de lazer com parque infantil e um estacionamento com capacidade para 600 automóveis e 300 motos”, divulgou ao ressaltar que não teme as dificuldades. A prova disso é que seu empreendimento está com 60% das obras concluídas. “Esperamos abrir as portas do Shopping Peixoto no próximo mês de maio”, confirmou.

Proprietário dos dois centros de comércio em funcionamento na capital ( RioMar e Jardins) o empresário João Carlos Paes Mendonça também aposta no momento atual para ampliar seus empreendimentos em Sergipe. Recentemente, ele anunciou que vai investir R$ 120 milhões na ampliação do RioMar, o mais antigo shopping da cidade. “Serão criadas 93 novas lojas, que se somarão as 157 já existentes, e 1500 vagas de estacionamento, com a construção de um edifício garagem. Além disso, estamos analisando também a ampliação do shopping Jardins”, afirmou, explicando a presença forte do grupo no Nordeste e em Sergipe. “Estamos em praças que julgamos as principais para atuação na região: em Aracaju, terra de origem, e nas três principais capitais do Nordeste  Recife, Salvador e, mais recentemente em Fortaleza”, disse.

Existe ainda a perspectiva de Aracaju receber outro imponente shopping no Augusto Franco, zona sul da cidade, este erguido por uma construtora sergipana, que já tem o projeto e o terreno, aguardando apenas as autorizações da administração municipal. O terreno de 200 mil metros fica próximo a ponte Gilberto Vilanova de Carvalho sobre o Rio Poxim, num investimento de aproximadamente R$ 200 milhões. Serão 400 lojas satélites e 10 megalojas ou âncoras, além de sete salas de cinema.

Para o professor Ricardo Lacerda, assessor econômico do governo, a inauguração de Shopping Centers em bairros de Aracaju e no interior reflete o crescimento na renda das famílias e a expansão do emprego com carteira assinada nos últimos anos. “Milhares de famílias em todo o estado passaram a ter acesso a um tipo de mercado de consumo e ao lazer, que antes eram restritos às classes de renda mais elevadas”, analisou.

De acordo com sua análise, bairros como o Augusto Franco e o Industrial vem se transformando. “O comércio e os serviços mais sofisticados não estão mais restritos a alguns bairros centrais e da zona sul da Cidade. Além disso, todos perceberam a transformação do Siqueira Campos com a instalação de dezenas de clínicas particulares e dos granes pólos do interior como Itabaiana, Lagarto e Nossa Senhora do Socorro, que se transformaram em termos urbanos e de Nossa Senhora da Glória que recebe agora o Campus do Sertão da Universidade Federal de Sergipe”, ressaltou Lacerda, citando os fatos como mudanças significativas trazidas pelo crescimento do emprego e da renda em Sergipe.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, Chico Dantas, entende a expansão dos shoppings como sinal de que os empresários estão confiantes com o desenvolvimento de Sergipe.  “Somos um estado que tem um ambiente favorável de negócios, com a atuação constante do Governo na atração de novos investimentos, e isso reflete na hora dos empresários implantarem novos empreendimentos. Só em Aracaju, serão mais dois novos shoppings. Além desses, teremos a chegada de dois no interior, ou seja, o novo cenário econômico do estado, de descentralização e da distribuição do emprego, metade na capital e metade no interior, aumenta os investimentos de centros comercias nos municípios sergipanos”, disse.

INFO: ASN