Vocês podem falar o que quiserem da Anhanguera. Podem dizer que fiz escolha a errada, mas como em qualquer outra faculdade a Anhanguera também tem alguns problemas aqui e outros ali. Tenho orgulho de chegar onde cheguei porque lutei muito para conquistar esse sonho. Não consegui entrar para a faculdade que os outros queriam para mim ou que acharam que seria o melhor, mas entrei naquela que me escolheu.

No começo fiquei com medo por causa das coisas que comentavam sobre a Anhanguera e comecei a achar que não estava em uma faculdade boa, mas quando passei a ter aula com meus mestres a forma que tinha de ver as coisas lá dentro mudou. Percebi que quem faz a faculdade é o aluno, que eu poderia me tornar uma boa aluna e fazer a Anhanguera o melhor do lugar do mundo para estudar. Aprendi que não é a faculdade que vai fazer de mim uma boa profissional, mas sim eu mesma dependendo da forma que aproveitar todo conhecimento que meus professores me derem.

Posso dizer com todo orgulho que tenho os melhores professores. A forma que eles dão aula, a paixão que eles tem pelo conhecimento é contagiante. E pelo fato de sempre terem me falado que professor de faculdade não se preocupa com alunos e ver que os meus fazem o contrário me faz admira-los ainda mais.

Gosto de todos os professores que tenho, todos eles são bons mestres, mas nesse texto quero falar sobre um em especial. Talvez faça um texto para os outros também, mas prefiro não arriscar fazer uso do nome de alguém sem autorização do mesmo. Mas chega de encher linguiça e vamos direito ao ponto.

Grande mestre Rodrigo Pael. Em qualquer lugar que ele for dar aula se destacará. Ele é um professor que se preocupa com todos os alunos, e quando falo todos não estou exagerando. Se ele ver que um aluno ou um grupo de alunos não está prestando atenção ele para a aula vai em direção do(s) aluno(s) e explica o conteúdo de outras formas até que todos possam entender. Um exemplo do que acabei de escrever é a foto em que professor está usando óculos escuro. Nunca na minha vida tive um professor que fizesse isso apenas para que o aluno se interessasse mais na aula, é isso que o faz diferente dos demais.

A forma que professor Pael explica a matéria, a paixão que ele tem pelo conhecimento no meu ponto de vista é contagiante. A cada aula me apaixono mais pela arte, minha vontade de aprender novas coisas aumenta. Por isso quando eu também for professora quero ser como ele, quero compartilhar o conhecimento da forma mais incrível possível como ele faz todos os dias.

Se existissem mais professores como esse tenho mais que certeza que a educação no Brasil iria crescer de uma forma como nunca se viu. Seriamos o primeiro em qualidade de ensino. Na aula que um aluno não fica para trás todos crescem, todos conseguem alcançar potencial para crescer. Mas isso se torna possível se o professor não deixar ninguém para trás. E foi isso que o Pael me ensinou: todos tem capacidade de aprender. Parabéns professor, você faz a diferença!