Sempre que há mudança de governo nos municípios de pequeno porte do nosso país surgem junto com isso às mudanças de endereços dos serviços públicos.

Isso acontece por que as prefeituras na maioria das cidades, inclusive aqui em Sergipe, não possuem prédios próprias para abrigar suas secretarias e seus serviços agregados. Junte a isso os acordos político-partidários e teremos um festival de troca-troca de endereços.

Aqui em Umbaúba a coisa não foge ao que já virou padrão nos municípios pequenos e com a entrada da gestão “Construindo o Futuro”, a velha lógica vem se repetindo. Mas, qual o problema que isso causa, por que a necessidade deste texto sobre o assunto?

Bem, vamos pensar um pouco sobre o assunto e tentar chegar a um denominador comum levando em consideração o fator de maior preponderância, Acessibilidade.

É obrigatório que todos os serviços e setores das gestões públicas que tem como dever governar para o povo estejam ao alcance do povo. A implantação dos serviços ou setor sem levar em conta a acessibilidade não contribui em nada para o bom desempenho da função a qual o equipamento público se destina. Com as constantes mudanças de endereço, observadas sempre com maior volume em transições de governo (isto posto que nos governos anteriores também houveram estas desagradáveis mudanças) faz com que o publico usuário deixe de fazer uso destes aparelhos.

Temos ainda que observar que, a desinformação é um agravante a esta velha prática contribuindo ainda mais de forma negativa para com a população. Aliado a isso, os endereços escolhidos para fixação destes serviços e secretarias são por muitas vezes em locais ermos, de acesso difícil aos usuários e por vezes podemos notar que serviços como o CRAS e CREAS que formam a rede do SUAS, administrados pela Secretaria de Inclusão e Assistência Social dos municípios estão afastados entre si e distante da sede da pasta que os coordenam.

Em Umbaúba, município citado como exemplo em nosso texto, um serviço de ampla procura teve seu endereço modificado e sequer foi anunciada ao público usuário sua nova localização. O Conselho Tutelar, antes fixado na Praça Gil Soares, centro histórico do município esta agora na Rua Desembargador José Nolasco de Carvalho, (o número foi coberto pela recente pintura, vide foto do local acima), centro, mais conhecida como Rua do Fórum.