Chega a mais de 50 o número de categorias profissionais em Sergipe que aderiram à greve geral desta sexta-feira (30). Categorias como os rodoviários, bancários, professores, comerciários, auditores, trabalhadores da saúde entre outras já declararam apoio à mobilização.

As manifestações são contra a reforma trabalhista e a reforma da Previdência propostas pelo governo de Michel Temer (PMDB), em trâmite no Congresso Nacional, e por Diretas Já. Participam deste dia no Brasil as nove principais centrais sindicais brasileiras. Em Sergipe, a mobilização para a greve geral está sendo articulada pela Frente Brasil Popular, CTB, CUT, CSP Conlutas, UGT, Força Sindical, movimentos sociais e outros.

Para o presidente da CUT/SE, professor Rubens Marques, a última derrota do governo Temer, que não conseguiu aprovar a Reforma Trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, animou a mobilização para o dia 30 de junho. “O governo Temer e sua base de sustentação já estavam cantando vitória. A partir do momento em que foi derrotado, o cenário mudou. Ficou evidente que é preciso continuar nas ruas. O governo não foi derrotado por acaso na Comissão do Senado. Ele foi derrotado por que os políticos estão sofrendo pressão. Então qual a nossa alternativa? Aumentar a pressão para que este governo e suas reformas sejam derrotadas de vez”, afirmou.

Já a presidenta do Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE), Ivânia Pereira, conclamou os trabalhadores e trabalhadoras a participar da paralisação. “A derrota de Temer é o resultado dessa jornada de lutas. Estamos no caminho certo e não podemos vacilar. Da nossa parte, vamos convencer dentro das agências cada bancário e bancária a participar da greve de junho. Ela tem de ser ainda maior do que a do dia 28 de abril”, defendeu.

SAIBA MAIS

Acompanhe a cobertura em tempo real da Greve Geral em Sergipe

Segundo Herick Argôlo, militante da Consulta Popular e representante da Frente Brasil Popular, a greve geral é fruto de muito trabalho coletivo e mobilização dos trabalhadores. “São 2 anos construindo lutas contra o golpe e contra os retrocessos do governo Temer. No dia 28 de abril, a gente conseguiu junto com o povo sergipano e brasileiro fazer uma grande greve. Foi a maior greve da história do Brasil. 40 milhões de trabalhadores cruzaram os braços. Foi uma grande vitória. Porém o governo ilegítimo e corrupto de Temer insiste em aprovar a toque de caixa as reformas contra o povo. Por isso precisamos continuar firmes na luta por direitos e por Diretas Já”, afirmou.

CONFIRA A LISTA DOS SINDICATOS DE SERGIPE QUE JÁ ADERIRAM À GREVE GERAL DO DIA 30 DE JUNHO:

Agentes Comunitários de Saúde de Aracaju – SACEMA

Agentes de Saúde e Agentes de combate as Endemias de Itabaiana – SINDACS

Assistentes Sociais – SINDASSE

Auditores Fiscais – SINDIFISCO

Bancários – SEEB

Comerciários de Aracaju – SECA

Comerciários de Arauá – SECAR

Comerciários de Boquim – SECBO

Comerciários de Itabaianinha – SECI

Educadores Sociais – SINTS

Empregados em Supermercados – SESES

Empregados em Supermercados – SINDESUPES

Enfermeiros – SEESE

Engenheiros de Sergipe – SENGE/SE

Fisioterapeutas – SINTRAFAS

Médicos do Estado de Sergipe – SINDIMED

Nutricionistas – SINDINUTRISE

Professores da UFS – ADUFS

Professores de Aracaju – SINDIPEMA

Professores do Estado de Sergipe – SINTESE

Psicólogos – SINPSI

Servidores da Barra dos Coqueiros – SINDIBARRA

Servidores de Amparo do São Francisco – SINDIAMPARO

Servidores de Campo do Brito – SINDIBRITO

Servidores de Canindé – SINDISERV Canindé

Servidores de Cristinápolis – SINDSERVE Cristinápolis

Servidores de Divina Pastora – SINDIPASTORA

Servidores de Estância – SINDSEME

Servidores de Malhada dos Bois – SINTRAM

Servidores de Malhador – SINDSERVE Malhador

Servidores de Monte Alegre – SINTEGRE

Servidores de Nossa Senhora da Glória – SINDISERV Glória

Servidores de Poço Verde – SINDISERV Poço Verde

Servidores de Propriá – SINDSERVE Propriá

Servidores de Riachuelo – SINDISERV Riachuelo

Servidores de Socorro – SINDSOCORRO

Servidores do Estado de Sergipe – SINTRASE

Servidores do IFS – SINASEFE

Servidores do Judiciário – SINDIJUS

Servidores Federais (Ebserh e Ibama) – SINTSEP

Técnico-administrativos da UFS – SINTUFS

Técnicos de Segurança do Trabalho – SINTEST

Trabalhadores da Indústria de Cimento, Cal e Gesso – SINDICAGESE

Trabalhadores das Telecomunicações – SINTTEL

Trabalhadores dos Correios – SINTECT

Trabalhadores dos Transportes Rodoviários de Aracaju – SINTTRA

Trabalhadores em Assistência Técnica e Extensão Rural (Emdagro) – SINTER

Trabalhadores em Sindicatos, Federações e Associações – SINTES

Trabalhadores na Agricultura – FETASE *Mobilização dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais dos 74 municípios

Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe – SINTASA

Vigilantes do Setor Público – SINDVIPSE