A Justiça determinou o afastamento imediato de Mendonça Prado do cargo de diretor-presidente da Emsurb. Também determinou o afastamento dos demais dirigentes da altarquia.

A confirmação do afastamento exigido pela Justiça de Sergipe foi confirmada pela Polícia Civil na noite deste domingo (9). A determinação diz que Mendonça Prado deve se afastar imediatamente do cargo de diretor-presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanas (Emsurb). A medida também se estende aos demais dirigentes.

Segundo a polícia, na segunda-feira (10) o oficial de justiça vai notificar o prefeito Edvaldo Nogueira para promover o afastamento. A decisão também já foi entregue a defesa da Torre, e nela estão descritos os afastamentos.

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), disse na manhã desta segunda-feira, antes do início das aulas em escola localizada no bairro 17 de Março, que “vê com preocupação” as decisões judiciais sobre a Emsurb. Em entrevista à imprensa, Edvaldo disse não ter dúvida de que Mendonça vem administrando a Emsurb de forma correta.

A ação faz parte do trabalho da segunda fase da Operação Babel, que foi desencadeada pela Polícia Civil neste domingo (9), em Salvador e em Aracaju. Ela investiga possíveis irregularidades nos contratos referentes à coleta de lixo em Aracaju (SE).

Agentes do Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap) cumpriram a prisão preventiva, expedido pela 3ª Vara Criminal, do proprietário da empresa TORRE Empreendimentos, José Antônio Torres Neto, que se encontra preso na 1ª Delegacia Metropolitana em Aracaju.

A assessoria de comunicação da Emsurb disse que está acompanhado através da imprensa, mas aguarda a comunicação oficial para se pronunciar sobre o assunto.