Foi lançada de forma oficial na noite do último sábado, (23) a pré-candidatura de Humberto Maravilha à prefeitura de Umbaúba. O lançamento contou com a presença de várias lideranças políticas do município e do estado que declararam apoio a pré-candidatura de Humberto.

Humberto Maravilha conseguiu reunir em seu grupo políticos nomes nunca antes imaginado que um dia estaria no mesmo lado entre eles, professor Anderson (PT-13), Benedito Barreto, Guadalupe Ribeiro além de empresários como, Juninho da cerâmica entre outros.

Alguns desses nomes foram até então inimigos políticos, ou seja, estiveram sempre em lados opostos a exemplo de Professor Anderson, ex-prefeito no mandato anterior ao do atual prefeito e que tinha Humberto – atual pré-candidato de oposição – como seu vice.  O também ex- prefeito por duas vezes, Benedito Barreto do Nascimento, adversário quando prefeito e depois quando vereador.

A coalisão que gerou a pré-candidatura da vice-prefeita, Guadalupe Ribeiro (PSC 20) também não se imaginaria a poucos meses, onde a mesma defendia veementemente o mandato de José Silveira Guimarães (Zé de Francisquinho – PSDB 45), líder do grupo pelo qual ela foi eleita em 2012. A maior surpresa desse grupo, porém ficou por conta do apoio lançado a Humberto Maravilha por parte de José Fernando de Carvalho Irmão (Jorge Rico – PSC 20) que apesar de sua legenda é atualmente vice-prefeito do município.

Apoio de Anderson

O apoio do Professor Anderson (PT 13) foi um dos mais contraditórios, mesmo eles tendo sido parceiros de 2009 a 2012, mas que hoje, segundo informações dele próprio, esteve na em três pesquisas recentes a frente de Zé de Francisquinho e do Próprio Humberto, mas que de repente, não mais que de repente, deixou de lado seu interesse pelo cargo e humildemente aceitou fazer parte do “Projeto Maravilha”.

Na oportunidade do evento, em discurso ele relembrou dos seus feitos, expôs aos presentes a situação das pesquisas onde  esteve a frente de Humberto, mas que por entender humildemente que hoje é a vez do companheiro,  abrir mão da chance de disputar a prefeitura novamente somando-se assim a ele.

Apoio de Benedito

Já Benedito Barreto afirmou que sua mudança foi motivada devido à discordância com projeto político da atual gestão, e fez questão de lembrar que se sente culpada por ter feito parte como apoiador até agora na gestão atual, que segundo ele mesmo, ajudou a eleger, mas não está sendo o que planejou. Para apoiar o “Novo”, Benedito fez questão de cobrar o compromisso assumido dele (Humberto) de não colocar parentes na prefeitura salvo seu irmão Pato Maravilha, de quem o pré-candidato afirmou não poder abrir mão.

Apoio de Jorge Rico

A fala mais esperada da noite era a do atual vice-prefeito Jorge Rico que abriu mão dos benefícios (e não eram poucos) para aderir a campanha de Humberto. A decisão segundo ele, é a de apoia a pré-candidatura a vice-prefeita de sua companheira partidária Professora Guadalupe.  Na última eleição Jorge e Rico disputou e venceu como vice-prefeito ao lado de José Silveira (Zé De Francisco) atual prefeito e principal adversário de Humberto sob comando na época do então deputado federal e agora senador Eduardo Amorim.  Desta vez, porém o partido está sob o comando de André Morura,  Deputado Federal e líder do governo Temer em Brasília e que fez pesar as decisões tomadas na base umbaubense, segundo informações. Em seu discurso, porém ele afirmou que a motivação veio também do fato de ser amigo de Humberto a muito tempo.

Quando em sua fala, Guadalupe fez questão de explicar os motivos pelos quais ela decidiu apoiar o projeto de Humberto.  Para ela o atual projeto de gestão está defasado e deve passar por reformas para que seja útil ao município. Ela ressaltou também que, “em sua nova visão a política tem de ser renovada para que quem está no poder não veja ele como sendo de sua propriedade e  isso esqueça de governar para o povo”, disse ela.

Após quase 2:00 horas de discursos, Humberto assumir o microfone e disse que sim, é mesmo a sua vez, haja vista que a atual gestão não contribui da forma que deveria para o crescimento do município. Sobre o seu projeto Humberto disse que fará as mudanças necessárias para valorização do servidor público que segundo ele não vem sendo respeitado pela gestão, além de olhar de forma mais carinhosa para a parte social e de obras no município.

Em resumo dos fatos Humberto apresentou um enorme grupo política nunca antes imaginado, não pela capacidade simplesmente, mas pela dificuldade de reuni-los quando boa parte na verdade nem se falava (politicamente). Junto, esse grupo da mesma forma que se mostra bonito pelo tamanho, se configura extremamente difícil de fazer conviver haja, vista as já conhecidas diferenças entre os mesmos e que deixa assim no ar a pergunta: como essa relação será vista pelos eleitores?

Quanto ao adversário deles, não há dúvida de que ele deve sim se preocupar, não mais do que já fazia, mas de forma nova renovada, simplesmente pela necessidade de rever prioridades dentro do seu próprio grupo.

Agora para quem vive a politica desde os bastidores ou simplesmente para quem aplaude o que vê nos palanque só resta esperar com uma única certeza: Vencerá apenas  aquele que tiver mais votos.