Ouvir com webReader

Foi divulgada pelo presidente da Executiva Estadual do PSB, Paulo Viana, uma nota informando da decisão do partido de instaurar novo processo ético disciplinar contra o ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita. A nota afirma que Sukita esta ofendendo os dirigentes do partido. Na mesma nota Viana garante que o Sukita assinou realmente a carta de renúncia, vinculando um suposto acordo a algum episódio novo que pudesse surgir, relacionado às denúncias que envolvem desvio de recursos públicos na prefeitura de Capela.

nota PSB

“Qualquer perícia especializada que seja feita comprovará, para todos os efeitos, cíveis ou criminais, que o documento entregue ao TRE é legítimo e autêntico em todo o seu conteúdo”, considerou Viana, na nota.

Sukita afirma ser fraudulento o documento de sua renuncia apresentado ao TER pelo partido e diz já ter provas documentais suficientes para provar que sua assinatura foi falsificada neste documento. “Esta é a opinião de Paulo Viana que tem que ser respeitada, mas o que importa para mim e para a sociedade é a verdade dos fatos”, diz Sukita. “Eles [a Executiva do PSB] se apegam a uma decisão judicial em cima de um documento fraudado por eles”, ressaltou.

Sukita também nega a existência de acordo pela renúncia da candidatura. “Eles tentaram arrancar minha eleição, assim como fizeram com Pedrinho Valadares, Adelson Barreto e Maria Mendonça. Eles enganam e trapaceiam e vou mostrar tudo isso. Mas só quem vai me tirar da política é quem me botou: o povo é quem vai me julgar nas urnas”, observou.

Leia a íntegra da nota do presidente do PSB

“Entendemos o destempero verbal e emocional do ex-prefeito Sukita. Os delírios de falsificação de sua renúncia não encontraram ressonância no seio da Justiça Eleitoral, nem respaldo entre os homens de bem de Sergipe.

A sua renúncia foi um ato verdadeiro e inatacável, tanto que o TRE, ao apreciá-la, julgou a decisão de desistência de sua candidatura por unanimidade. Portanto, o documento foi reconhecido por nossa corte eleitoral, como autêntico e. verdadeiro.

Por que só agora após perder de 6×0, apela para o emocionalismo, e dá início a uma campanha de contestação de um  documento que ele sugeriu e assinou com o seu próprio punho?

Qualquer perícia especializada que seja feita comprovará, para todos os efeitos, cíveis ou criminais, que o documento entregue ao TRE é legítimo e autêntico em todo o seu conteúdo.

Encaminharemos ao Conselho de Ética do PSB , que já está investigando a conduta ética do ex-prefeito por supostas irregularidades na prefeitura de Capela, mais uma representação, desta feita por atingir a honradez de companheiros de partido, utilizando-se de falsas acusações em entrevistas nos órgãos de  imprensa.

Melhor seria se Sukita colocasse a cabeça no lugar, com as sandálias da humildade, e fosse pensar nos erros que cometeu, e não culpasse o partido por sua derrota na Justiça, cujas decisões deveriam merecer o respeito de todos.

Paulo Carvalho Viana – presidente estadual do PSB/SE”