O município de Umbaúba se destaca como pujante e acolhedora cidade situada na região sul do Estado. Neste ano, as comemorações alusivas à emancipação política acontecem durante a manhã desta sexta-feira (05), por antecipação em virtude do feriado prolongado de Carnaval.

62 ANOS DE UMBAÚBA (65)
Dermeval Santos, a esquerda, Netinho ao centro

É por essa razão que os mais de 23 mil habitantes unem-se à administração municipal para rememorar o marco histórico “06 de fevereiro de 1954”, quando foi elevada à categoria de cidade, desmembrando-se do Município de Cristinápolis. É de fundamental importantância relembrar os atos da fundação e seu simbolismo de ‘pertencimento’ nos gestos de antigos viajantes e tropeiros.

De acordo com pesquisa histórica e geográfica do IBGE, conta-se que no ponto onde se formou o lugarejo, haviam frondosos ‘pés de umbaúba’, às margens do “Riacho da Guia” (hoje Povoado “Dois Riachos”), que abrigavam os viajantes e tropeiros. “Os imigrantes que aqui chegavam queriam ficar”, garantem os pesquisadores. Tanto que outros caminheiros íam se instalando neste arraial, onde logo fora construído um posto de venda de gêneros alimentícios e bebidas.

É do conhecimento de antigos que no ano de 1602, Belchior Dias Moreyra, célebre pesquisador de minas e desbravador dos Sertões, obtém da Coroa uma sesmaria na parte oriental do território onde correm as àguas do rio Guararema.

Já na década de 1860 a 1870 é que surge a povoação em torno da gigantesca fazenda de gado por nome “Sabiá”, que pertencia ao fundador Coronel Manuel Fernandes da Rocha Braque. Ali construiu uma Capela consagrada a Nossa Senhora da Guia. Mas somente no dia 02 de março de 1938, por força do disposto na Lei Federal n. 311, é que o distrito de Umbaúba foi elevado à categoria de Vila. Diante desta situação, os comerciantes de Cristina se sentiram espoliados. É bom ainda lembrar que após se desmembrar do município de Cristinápolis, ficou estabelecido pela Lei Estadual 554/1954 que a recém-criada cidade de Umbaúba pertencia ao termo da Comarca de Itabaianinha. Mas em outubro daquele mesmo ano foi organizada a primeira eleição do município. Existiam 786 eleitores, porém só 509 votaram. Foi eleitocomo primeiro prefeito Anfilófio Fernandes Viana, empossado dia 31 de janeiro de 1955. De acordo com fonte histórica, os cinco vereadores eleitos: Antônio Souza; João Venâncio; José Dionisio Ribeiro; Joaquim Macedo e Mariana Silveira Martins foram empossados no dia 23 de janeiro daquele mesmo ano.

De simplicidade e de amor é que Antônio Nunes fez da letra do Hino singelo tributo:”Todos os filhos de Umbaúba agradecem de todo coração /Ao saudoso Manoel Fernandes da Rocha por fundar a nossa região”. São 62 anos de emancipação política impulsionados por reconhecida pujança nas àreas comercial e de desenvolvimento agropecuário, bem como a expansão da sede. De lá pra cá, ocorreu a instalação de indústrias do polo ceramista; de postos de combustíveis; oficinas mecânicas; e, com obras de infraestrutura e urbanismo, tem-se adiantado o comércio, dentre outros empreendimentos do segmento de prestação de serviços atraindo essa gente ordeira e cativante!

PARABÉNS, UMBAUBENSES

Por Dermeval Santos, ouvidor do município.