EDUCAÇÃO DO BRASILUm dos grandes problemas na educação no Brasil é evasão escolar onde uma quantidade de alunos acaba desistindo dos estudos. Muitos acreditam que a culpa é do aluno por não ter se dedicado o suficiente ou porque é preguiçoso sendo que em muitos casos a culpa nem é totalmente do estudante, a escola e a comunidade também culpa.

 

Muitas vezes o estudante precisa abandonar a escola para ajudar no sustento da família, porque se sente desmotivado ou até mesmo porque acha que a escola não será capaz de lhe oferecer um futuro melhor. Param de frequentar a escola e raramente tem algum professor que se preocupa em fazer algo para que esse estudante volte. O conselho tutelar só percebe a imensa quantidade de faltas quando o mesmo já está reprovado e nesse caso é tarde para se tomar alguma providência.

O método de ensino em vez de ajudar também acaba que desmotivando esses estudantes. Quando ele chega na fase da adolescência já esta cansado da escola pois todo dia de aula é a mesma coisa: Entrar para a sala, abrir o caderno, copiar do quadro, escutar o professor, ir para o intervalo, comer sua merenda, voltar para a sala, fazer mais deveres e ir embora. Os estudantes devem fazer aquilo que eles querem na hora que eles acharem certa. Em uma aula de matemática por exemplo aqueles que não conseguiram aprender geometria espacial ficam para trás, é ai que o estudante começa a perceber que não tem importância dentro da escola e que é bem melhor desistir do que ficar para trás.

Ensino Publico X Ensino Privado no Brasil

Todos nós já sabemos que o ensino público brasileiro é muito fraco comparado ao ensino privado, mas por que? A resposta é muito simples: Investimento e participação da família. Os pais estão sempre acompanhando o rendimento escolar dos filhos e como eles pagam caro estão sempre cobrando da escola que tudo seja de qualidade. Se o professor não deu aula ou se tem alguma torneira quebrada eles reclamam na direção, querem que tudo esteja perfeito, afinal de contas o seu filhinho tem direito a uma educação de qualidade. Já no ensino público infelizmente as coisas não funcionam assim, não há investimento nem participação da família. A escola está caindo aos pedaços, os pais olham aquele buraco enorme o teto, milhares de crianças em uma sala pequena reclamam colocam a culpa no governo e final das contas não fazem nada para que essa realidade mude. Raramente vão para a reunião e na maioria das vezes é porque a criança/adolescente está em risco de reprovação. Chega na reunião começa a bater no filho, xingar o professor mas não para pra refletir: Quantas vezes eu sentei com o meu filho para fazer a lição de casa? Quantas vezes perguntei como estavam as coisas na escola? Pensando nisso tudo, será a culpa é fato apenas do aluno? E por que a escola não comunicou os pais antes da “bomba” estourar? Nas escolas privadas constantemente os pais estão sendo comunicados sobre que fazem de errado, imediatamente é mandando uma mensagem via celular ou e-mail, não esperam para que o aluno esteja quase reprovado para avisar que algo não vem bem.

Em escolas privadas o estudante recebe mais incentivo, além das aulas teóricas tem as aulas práticas o que faz com que o mesmo se interesse mais na matéria passada mesmo sendo tópicos difíceis. É muito difícil ver um aluno ficando pra trás, se algum tem dificuldade eles providenciam aulas de reforço, tudo é caro mas você vê investimento. Mas saibam que não é caro pagar entre 200,00 reais a a 3,000 reais! Caro mesmo é quando você paga e não vê investimento.

Educação do Brasil X Educação da Finlândia

Não é a toa que a Finlândia que é conhecida por oferecer educação de 1° mundo! Diferente do Brasil apenas 2% das escolas são privadas, ou seja, a maioria é publica e de qualidade, o filho do pobre tem o mesmo acesso a educação que o filho do rico, de fato o ensino lá é igual para todos. Os professores são valorizados, alunos incentivados a aprender, o método de ensino lá é totalmente diferente do nosso. Os estudantes não são avaliados por provas mas da forma que o professor acha adequada, não passam horas e horas estudando. As crianças são mandadas a escola apenas com 7 anos de idade porque eles acreditam que criança deve aproveitar a infância e que tem momento certo para começar a aprender.

Nas salas de aula ninguém fica para trás, não existe prêmios ou salas para melhores alunos mas existe um foco especial para aqueles que tem dificuldade. Os alunos que estão acima da média tendem a ajudar aqueles que tem problemas de aprendizado, uma forma que ensina a ajudar e não a competir.

Todos tem acesso a universidades com acesso de qualidade, não existe ENEM ou vestibular, só não tem curso superior quem realmente não quer! O governo de fato investe em educação e se preocupa em formar cidadãos que pensam por conta própria.

Educação do Brasil X Educação de Portugal

Muitas escolas de Portugal tendem a seguir o método de ensino da escola da Ponte onde o aluno tem liberdade para estudar. Não são divididos por idades porque eles acreditam que os mais novos podem aprender com os mais velhos e vise versa, escolhem as disciplinas e a forma com que querem ser avaliados, não sentam em fileiras como aqui mas em círculos. Também não se usa nota, o professor apenas tem de avaliar se o aluno aprendeu ou não (o aluno que escolhe a forma que quer ser avaliado). Os dons e capacidade dos alunos são valorizados e aprendem da forma mais natural possível!

Educação do Brasil X Educação do Japão

No Japão as escolas publicas tendem a ser melhores que todas as escolas particulares do Brasil, começando pela estrutura. Todas bem bem Um dos grandes problemas com educação do Brasil é a corrupção, o que deveria ir para escolas públicas acaba parando nas meias e cuecas dos nossos políticos. No Japão os políticos que são pegam cometendo corrupção ganham como punição pena de morte. Salas de aulas são conservadas, com computadores em todas as salas, laboratórios de ciências de primeiro mundo. Professores são motivados e estão sempre atualizados, recebem um salário digno, lá a educação de fato é prioridade, não é a toa que esse país é conhecido como um dos que mais cresce.