O presidente da República, Michel Temer, e o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, receberam, nesta terça-feira (7/2), no Palácio do Planalto, a bancada federal de Sergipe, para assinar a retomada das obras de duplicação da BR-101 no Estado.  Também se falos da reforma e ampliação da pista de pouso do Aeroporto de Aracaju.

A continuidade das obras abrangem vários trechos da Rodovia Federal Governador Mario Covas ou simplesmente BR-101. Um dos trechos a ter continuidade é o que abrange o Lote 5, que vai do município de Estância (km 153) passando por Umbaúba e Cristinápolis até a divisa entre os estados de Sergipe e Bahia (km 206,1), e tem 53,1 km de extensão ainda em pista simples. Este trecho deverá ter sua licitação iniciada em março desse anos. O anteprojeto está em fase final de elaboração. O investimento previsto é de R$ 380 milhões.

“O Corredor Nordeste é uma prioridade do governo do presidente Michel Temer. Retomamos os lotes da BR-101 em Pernambuco e Alagoas e agora vamos retomar o de Sergipe e da Bahia. É com satisfação que reunimos todos aqui para celebrar a retomada dessa importante obra para o país”, afirmou o ministro Quintella, acrescentando que “a retomada marca uma importante parceria entre o governo federal e a bancada de Sergipe”.

Na avaliação do presidente Temer, a atuação dos parlamentares da bancada de Sergipe no Senado e do governo foi determinante para que a prioridade das obras fosse mantida. “Vejo que são obras fundamentais para o estado. Isso tudo deriva de uma conjugação de esforços dos governos federal, estadual e municipal”, enfatizou.

INVESTIMENTOS – Com investimento de R$ 157,6 milhões, as obras do Lote 1 têm, até agora, só 3,3% de execução. O trecho a ser duplicado por ordem do ministro, com 40 km de extensão, não está liberado para o tráfego. Sua duplicação estava paralisada. A previsão é que as obras sejam retomadas em março.

O projeto de duplicação total da BR-101 no em Sergipe tem sete lotes. Dos 206,1 km da rodovia no Estado, 87,5 km já foram concluídos, distribuídos por diversos lotes. Com a retomada do Lote 1, mais 40 km vão entrar nessa conta. O investimento total para a duplicação de todo o trecho da BR no estado será de R$ 1,28 bilhão.

O DNIT vai lançar em março o edital de licitação para concluir o “encabeçamento” da nova ponte erguida sobre o Rio São Francisco, localizada no município de Propriá (SE), um dos sete lotes da 101 em Sergipe e do lote 7 da obra em Alagoas. A previsão é concluir o trabalho em 4 meses, possibilitando a plena utilização da Ponte.

A ponte antiga já foi restaurada e funciona normalmente. Inaugurada a nova, cada uma servirá para sentido da rodovia duplicada.

LOTE POR LOTE – Os Lotes 3 e 4 lotes estão concluídos e fazem parte do trecho que vai do município de Pedra Branca (km 77,3) até Estância (km 153,0). A duplicação foi finalizada em fevereiro de 2014.

No Lote 2.1, localizado entre o acesso a Capela (km 40,0) e o município de Japaratuba (km 51,8), com extensão total de 11,8 km, as obras de duplicação foram concluídas e resta apenas finalizar a ponte sobre o Rio Lagartixo, com extensão 60 metros. O empreendimento está sendo executado pela empresa A. Gaspar, com previsão é concluir até junho.

As obras no Lote 2.2 devem ser retomadas no 2º. semestre deste ano, assim que terminar a revisão do projeto e for realizada nova licitação. O investimento previsto é de R$ 143,1 milhões. O Lote, com 40% de execução, compreende o trecho que vai do município de Japaratuba (km 51,8) até o acesso a Pedra Branca (km 77,3), e tem 25,5 km de extensão. A obra está paralisada desde maio de 2015.

AEROPORTO DE ARACAJU – Além de aumentar a pista do Aeroporto de Aracaju de 2.200 para 2.785 metros, os serviços incluem a construção de novas áreas de escape e 4 novas taxiways (pistas de manobra de aeronaves), bem como o recapeamento, a revitalização do balizamento luminoso e área para testes de motores das aeronaves.

A obra, iniciada em outubro de 2013, havia sido paralisada com 80% de execução física em outubro de 2015, por contingenciamento de recursos do governo federal. Agora, graças ao apoio da Bancada Federal, a obra receberá mais R$ 40 milhões e deverá ser concluída ainda este ano.

As obras para a construção do novo terminal de passageiros do aeroporto de Aracaju incluirão, quando realizadas, novo pátio de aeronaves, estacionamento, sistema viário interno, urbanização de áreas secundárias e de exploração comercial do aeroporto. O projeto viabiliza o aumento da capacidade anual do aeroporto de 2,6 milhões de passageiros para 6,6 milhões. O objetivo é licitar a obra no 2º semestre de 2017.