DEPUTADA VOTA SIM, DIZ QUE O BRASIL TEM JEITO CITANDO O MARIDO QUE FOI PRESO PELA POLÍCIA FEDERAL NA MANHÃ DESSA SEGUNDA

0
901

A deputada Raquel Muniz do PSD mineiro utilizou seus quase 45 segundos (estourando o acordado de 10 segundos) na noite de ontem domingo (17), para protagonizar uma das votações mais eufóricas de todas. Muito entusiasmada a deputada Raquel Muniz que votou a favor do prosseguimento do processo de impeachment, disse votar em nome de sua família a qual citou pelo nome bom como do seu digníssimo esposo, Ruy Muniz, prefeito de Montes Claros/MG, que para ela é um exemplo de administrador e um ótimo exemplo de que o Brasil tem jeito.

“Meu voto é em homenagem às vítimas da BR-­251. É para dizer que o Brasil tem jeito e o prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com sua gestão”, anunciou ontem a deputada. Ao final, gritou SIM mais de 10 vezes numa animação total.

Na manhã dessa segunda-feira (18), seu marido, o prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz, do PRB/MG, foi preso na operação “Máscara da Sanidade II – Sabotadores da Saúde”. Ele e a esposa deputada dormir felizes da vida em Brasília, mas acordaram de uma forma não tão contente.

O motivo, segundo informações é o fato de que ele estaria envolvido com uma quadrilha que sabotava os hospitais públicos e filantrópicos de Montes Claros para favorecer o hospital da família. Para a PF, os acusados usaram de meios fraudulentos para tentar inviabilizar o funcionamento dos hospitais Universitário Clemente Faria, Santa Casa, Aroldo Tourinho e Dilson Godinho, em Montes Claros.

O prefeito e a Secretária de Saúde devem responder pelos crimes de falsidade ideológica majorada, dispensa indevida de licitação pública, estelionato majorado, prevaricação e peculato.