Nos últimos dias são constantes as matérias que trata de uma possível mudança na cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Sergipe (SSP/SE) para esta semana. Também estaria incluso na mudança a troca de dois delegados do DEOTAP, entre eles a Delegada ativa e atuante Daniela Garcia.

Segundo as publicações, essa mudança tem um fim específico e determinado e não é nada agradável aos olhos e ouvidos da sociedade. Impedir o avanço das operações da Polícia Civil que investigam a utilização indevida das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa de Sergipe; a utilização indevida da verba indenizatória da Câmara de Aracaju; e o caso das estripulias praticadas por prefeitos que estavam em final ou início de mandato.

Para o jornalista Claudio Nunes, que publicou texto referente a este assunto em seu blog na manhã desta segunda-feira, (17), todos esses casos estão sendo investigados pela Deotap, que vem a ser o Departamento Especializado em Crimes Contra a Ordem Tributária, e embora sendo atribuição funcional regular, coloca em evidencia o nome dos delegados que compõem essa especializada. Mais notadamente as delegadas Danielle Garcia e Nádia Flausino, ambas destemidas e determinadas no cumprimento do papel que lhes cabe perante à sociedade, em combater impiedosamente a prática nociva da corrupção.

O blog afirma ainda que a matéria foi agravada (do ponto de vista dos interessados politicos) com advento da operação Lava Jato, e a atuação de um juiz que tem remetido para a cadeia figurões do cenário nacional. Isso porém, não tem sido obstáculo para que continuem tentando fórmulas as mais diversas, objetivando o intento, de impedir que o trabalho da Polícia, os leve para a prisão.

As tentativas de exterminar o trabalho do Deotap, costumavam ser tímidas, mas após a prisão do proprietário da empresa Torre, o caso parece ter tomado uma outra proporção, e embora o momento seja de preces e orações, o feriado da sexta-feira santa, serviu para que fosse concretizada a demonização do espírito que tem tirado o sono de muitos.

É muito difícil acreditar que o governador assumiria tal exposição, mas como é Sergipe Del Rey, tudo pode acontecer. Mas há quem aposte que vive-se um novo momento político no Brasil e em Sergipe, e que dificilmente uma manobra dessa natureza surtiria o efeito desejado, já que os delegados de hoje são concursados, e não aceitam mais a atuação seletiva para livrar a cara dos que se acham acima da lei e dos mortais.

Nem mesmo o afastamento do secretário João Batista, vai alterar o rumo das investigações.

Leia o texto na integra no link: https://goo.gl/B0smHh

Mentira, diz SSP/SE

O delegado-geral da Secretaria de Segurança Pública (SSP) Alessandro Vieira desmente boatos que estão circulando pelas redes sociais quanto à saída da delegada Danielle Garcia da coordenação do Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap).

“O trabalho da dra. Danielle continua sem alteração e não há motivação para o afastamento dela”, informa Alessandro Vieira.

Ainda indagado sobre a substituição do seu nome pela da delegada Katarina Feitosa, Alessandro Vieira foi enfático ao garantir que somente o governador Jackson Barreto é quem pode decidir. “Não tenho nenhuma informação a esse respeito e o próprio governador é quem pode decidir isso”, esclarece.

Apoio

Por meio das redes sociais, já existe uma página no facebook, identificado como Movimento Atitude Sergipe (Mova-SE) em apoio à permanência tanto da delegada Danielle Garcia na Deotap quanto de Alessandro Vieira na SSP.