Os cáseos amigdalianos são bolsões nas amígdalas que acumulam alimentos e outros detritos, causando mau hálito e, ocasionalmente, dor de garganta.  Os cáseos amigdalianos parecem pérolas brancas sobre suas amígdalas ou poças de pus. Devido a isso, a condição é semelhante à inflamação de garganta ou outra infecção nesta área do corpo humano. Felizmente, os cáseos amigdalianos por si só não são geralmente prejudiciais para a sua saúde dos seres humanos.

Michaelbladon/Wikimedia Commons
Michaelbladon/Wikimedia Commons

As pessoas podem ter cáseos amigdalianos, porque têm naturalmente as amígdalas “enrugadas”, que são mais propensas a armazenar os alimentos ingeridos.

Outros detritos também podem se acumular nesses buracos nas amígdalas, incluindo pus e uma bactéria que produz compostos voláteis de enxofre e cria halitose (mau hálito). No entanto, de todas as causas do mau hálito, os cáseos amigdalianos só aparecem em de 3% dos casos.

Dicas para tratar e retirar os cáseos amigdalianos

  • Dependendo da severidade da condição, alguns indivíduos fazem uso da água para remover os detritos, embora não haja muita pesquisa sobre a segurança desta prática.
  • Outros objetos, tais como depressores de língua ou objetos cortantes não devem ser utilizados para remover os detritos, uma vez que podem resultar em tecido danificado.
  • Outro tratamento para cáseos amigdalianos é CO criptólise a laser. Este é um procedimento realizado em consultório em que o especialista se utiliza de um feixe de laser para retirar (se livrar) os bolsões nas amígdalas.

O paciente recebe uma anestesia local para evitar a dor e o procedimento leva cerca de 20 minutos. Os cáseos amigdalianos que provocam mau hálito podem ser curados a primeira vez que este procedimento for realizado, mas algumas pessoas podem precisar do procedimento uma segunda vez.

  • Outra opção para o tratamento dos cáseos amigdalianos é uma amigdalectomia, que consiste na remoção das amígdalas e é eficaz praticamente em 100 por cento dos casos, mas a cirurgia tem riscos que devem ser considerados.
  •  A amigdalectomia normalmente só é recomendada se a pessoa tiver outros problemas relacionados com suas amígdalas, tais como infecções crônicas na garganta ou apneia do sono.
  • Algumas vezes, o tratamento de um paciente que sofre cáseos amigdalianos com antibióticos é suficiente para resolver o problema. Os antibióticos eliminam as bactérias nas amígdalas e dando-lhes tempo para se curarem.
  • Em outros casos, os tratamentos mais agressivos podem ser recomendados. Estes podem incluir a ablação por laser das amígdalas para remover as áreas rugosas de modo que não possa armazenar detritos, ou a cirurgia para remover as amígdalas completamente. Para pacientes com persistentes cáseos amigdalianos, a cirurgia pode ser a única opção.
  • Os pacientes com cáseos amigdalianos podem notar que suas amígdalas muitas vezes estejam alargadas ou inchadas. Os cáseos amigdalianos pode tornar difícil para a pessoa alimentar. Se um doente desenvolver frequentes dores de garganta e as amígdalas estiverem extremamente grandes, às vezes bloqueios das vias aéreas podem ocorrer também.
  • Normalmente, o hálito ruim pode persistir, mesmo sendo tratado com a escovação, uso do fio dental, enxague bucal, porque o material no interior das amígdalas ainda estará presente.
800px Infected tonsils Como retirar e tratar cáseos amigdalianos
Eleonoreo/Wikimedia Commons

Os pacientes devem estar cientes de que muitas coisas podem causar dor de garganta e mau hálito. Mesmo se alguém pensa que os cáseos amigdalianos são a causa de recorrentes problemas de saúde bucal, um médico ou dentista deve ainda ser consultado para uma avaliação.

Um profissional médico pode descartar outras causas, incluindo as condições mais malignas, e oferecer recomendações de tratamento que possam ajudar. a cuidar do indivíduo. Os problemas com a saúde oral que não sejam tratados podem contribuir para o desenvolvimento de complicações médicas graves, incluindo septicemia.

INFO: COMO FAZ