Um cobrador de ônibus do transporte de Aracaju morreu na tarde dessa quarta-feira (13), durante um assalto.

Segundo informações, os bandidos entraram no coletivo que faz a linha 080 Atalaia/Bugiu e aramados renderam os passageiros e fizeram um arrastão. Em seguida, foram até o cobrador David Jonathan Barbosa, de 26 anos e pegaram o dinheiro do caixa.

A quantia que estava com o cobrador era pequena e com isso os assaltantes com raiva e medo ao mesmo tempo atiraram ferindo o trabalhador nas costas. Após os disparos os bandidos evadiram-se do local levando a renda do veiculo e pertences dos passageiros.

Desesperado, o motorista tentou socorrer o colega de trabalho e em seguida entrou com o veiculo no setor de emergência do HUSE onde a vitima recebeu os primeiros socorros, mas infelizmente não resistiu e veio a óbito.

O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Sintra-SE), Francisco de Assis, o caso engrossa ainda mais as estatísticas de violência dentro dos coletivos da Grande Aracaju. “Somente neste ano foram 1121 assaltos e um motorista esfaqueado, infelizmente estamos convivendo com a violência diariamente”, lamentou.

Com esse trágico acontecimento, o SINTTRA informou em nota aos rodoviários e usuários de transporte coletivo de Aracaju, que a frota será recolhida as 22:00 horas do dia de hoje.

Nota

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju (Setransp) lamenta com extremo pesar o inaceitável ato ocorrido na tarde desta quarta-feira, 13, quando um cobrador do sistema do transporte público, da empresa Atalaia Transportes, veio a óbito ao ser atingido por arma de fogo por um meliante após assaltar o ônibus da linha 080, no Conjunto Bugio. O cobrador não reagiu ao assalto. Ele chegou a ser atendido no Hospital de Urgências de Sergipe, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia foi acionada e as imagens das câmeras internas do veículo foram encaminhadas pela empresa de ônibus para contribuir nas investigações do caso. A empresa Atalaia está dando assistência à família do colaborador vitimado. O Setransp informa que as empresas de ônibus estão preocupadas com a integridade dos seus funcionários e clientes, e espera que as medidas de segurança pública sejam emergências para que o serviço do transporte público esteja resguardado da violência.

Usuários

Conversamos com alguns usuários que ficaram sabendo do ocorrido bem como do anuncio do SINTTRA e as mensagens foram de apoio ao sindicato e de revolta com o caso. “Tem que parar mesmo. Sei que nós que dependemos de transporte precisamos, mais a violência nos ônibus já ultrapassou o limite”, disse um usuário.

“Vá um policial derrubar esses escrotos que aparece logo mãe pai irmã pra falar que a polícia matou um inocente. São os direitos humanos para marginais”, disse outro revoltado com a situação.

“Estamos caminhando para a barbárie. Os pais transferiram a responsabilidade da educação para a escola. Quando os pais tentam educar vem o Estado e diz que não pode bater”, concluiu uma usuária.