Guardas e agentes prisionais lotados no Complexo Penitenciário Manoel Carvalho Neto (Copemcan) com apoio do Grupo de Operações Penitenciária (Gope), do Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe) e com a presença de diretores de outras unidades prisionais, apreenderam 19 chunchos, 18 telefones celulares, fones de ouvido, carregadores e uma pequena quantidade de drogas durante revista na ala A do pavilhão cinco da unidade, nessa quinta-feira (04).  Há sete dias que os 244 internos dessa ala estavam em regime disciplinar em virtude do assassinato do detento Davi da Silva Júnior, 20, ocorrido na última sexta-feira, 28 de abril.

 “Revistas surpresas são necessárias para recolher material ilícito que possa ter entrado na unidade e também para evitar acontecimentos como o da ultima sexta-feira. É uma grande satisfação ver que o trabalho em conjunto de agentes e diretores tem sido bastante eficiente”, ressaltou o secretário da Justiça e Defesa do Consumidor, Cristiano Barreto.

Além da revista, 14 internos da ala A do pavilhão cinco foram transferidos para o Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho (Compajaf) localizado no bairro Santa Maria. Os internos transferidos faziam parte de uma liderança violenta dentro do presidio e após a confirmação do fato, foram solicitadas as transferências para outra unidade.