Muito conhecido por suas reportagens de cunho investigativo, o Jornalista e apresentador do programa Conexão Repórter do SBT, Roberto Cabrini esteve em Sergipe esta semana onde gravando matéria sobre as fraudes em concursos de beleza. O flagra foi feito por internautas que rapidamente compartilharam imagens do profissional quando gravava na cidade de Itabaiana.

A vinda dele se deve aos últimos acontecimentos registrados em 2015 quando a 57ª edição do Miss Sergipe e contou com a participação de 14 candidatas, teve o nome da vencedora revogado dois dias após ser anunciado.

A cearense, Isabelle Mitidieri, 19 anos venceu o concurso como representante da cidade de Itabaiana no agreste sergipano. Dois dias depois o sonho se desfez quando o coordenador Deivide Barbosa alegando um possível erro na contagem de votos cancelou o titulo da representante da capital do agreste. Na época ele prometeu passar a faixa para a segunda colocada Camila Dias Mol, de São Cristóvão.

O Grupo Bandeirantes, responsável pelo Miss Brasil, marca a qual o Miss Sergipe é vinculada se pronunciou sobre os fatos informando que, “a responsabilidade pelos concursos estaduais é de coordenadores licenciados, que firmam contratos com a emissora para a execução do certame em suas localidades”. Diante dessa alegação, a emissora optou por descredenciar Deivide Barbosa e assim etapa com a ocorrência da chamada “marmelada” e uma nova seleção conduzida pela Band foi realizada posteriormente e teve como vencedora a umbaubense Priscyla Felisberto.

Roubo e Prostituição

Após varias denuncias que resultou no cancelamento da etapa do Miss Sergipe 2015 realizada pelo então coordenador Deivide Barbosa as coisas tomaram rumos inesperados.

As denuncias foram feitas em parte pela modelo umbaubense Izabella Fernandes, 23 anos, que já havia sido candidata em anos anteriores. Segundo Izabella, o coordenador do Miss Sergipe Deivid Barbosa teria pedido para ela quando candidata a vultuosa quantia de R$ 20 mil em dinheiro para que ela pudesse ficar com o titulo.

Em entrevista na época izabella mostrou mais de uma hora de gravação de uma conversa entre ela e Deivide. Quando ela manifestou interesse na franquia, Deivide estipulou o preço e disse que “o concurso é um mundo sujo onde existe roubo, falcatruas, drogas e prostituição”.

Ainda não há confirmação sobre a data de exibição da reportagem e nem os estados em que serão gravados.