Uma aeronave que chegava a Aracaju pegou fogo em uma das turbinas na manhã desta quarta-feira, 18, e fez pouso de emergência no aeroporto da capital sergipana. O piloto solicitou pouso de emergência e o conseguiu realizar com segurança, segundo informações da Infraero.

O Voo 6409, procedente de Salvador com destino a Aracaju declarou emergência exatamente às 9h57 e, neste momento, todo o plano de emergência do aeroporto de Aracaju foi acionado.

O fogo na turbina fez com que o piloto sobrevoasse o oceano e despejasse o combustível sobre o mar, utilizando-se de um procedimento padrão neste tipo de ocorrência. Nos tanques, ficou apenas o suficiente para que fosse possível pousar o avião sem o risco de explosão. A assessoria de imprensa da empresa Azul Linhas Aéreas confirmou a procedência e o destino do avião e disse que a aeronave conseguiu chegar ao solo sem maiores riscos.

Roberto Tapioca, um dos passageiros do voo, informou que sentiu cheiro forte logo depois que a equipe de bordo serviu o lanche e, em seguida, ouviu um barulho estranho. “Como se tivesse caindo bagagens”, observou. Logo após, ele mesmo percebeu chamas em uma das turbinas.

Outros casos

O avião que fez o pouso forcado em Aracaju é um ATR 72-500 de fabricação europeia. O de ontem não foi o primeiro caso de falha nas turbinas deste modela da companhia Azul.

Em 10 de setembro de 2013, um voo 5362 da Azul com 52 passageiros que iria de João Pessoa para Salvador teve que fazer um pouso forçado aeroporto Castro Pinto em João Pessoa – PB quando o avião apresentou problemas e uma turbina que teria deixado de funcionar em pleno voo.

Apesar disso, não foi necessário nenhum plano de emergência porque não houve feridos.