A Nave Cassini, sonda espacial da NASA, incia hoje o trajeto rumo ao seu próprio fim. A sonda inicia seu mergulho entre os anéis de Saturno.

Após 12 anos de viagem aos redores de Saturno, a sonda Cassini da NASA está prestes a entrar em uma nova órbita — ainda em Saturno, porém nos famosos anéis do planeta.

A NASA trará Cassini a aproximadamente 5.000 milhas do anel “F” de Saturno, o que marca a fronteira do sistema com o anel principal. Estas órbitas permitirão que a sonda Cassini estude às partículas e moléculas de gás que perduram perto dos anéis, bem como observar as pequenas luas que orbitam ao longo de bordas dos anéis.

Voo suicida marca fim de sonda Cassini em 2017

Com a aproximação dos anéis de Saturno, a sonda Cassini fará uma ‘viagem sem volta’, rumo a sua extinção. Após 20 anos de viagem, sendo 12 anos orbitando o planeta Saturno, a NASA anunciou que os anéis do planeta servirão como o prelúdio para o “Grand Finale” da Cassini — quando a nave espacial chegar perto da superfície do planeta, vai ‘mergulhar’ repetidamente através da abertura entre os topos de nuvem de Saturno e seus anéis internos. Depois disso, Cassini irá realizar um mergulho da morte em Saturno em 15 de setembro de 2017, trazendo sua longa missão ao fim.

Cassini
Gráfico mostra todos os caminhos feitos por Cassini ao redor de Saturno nos últimos 12 anos de missão – Imagem: NASA