Nas feiras livres, nas ruas da cidade, nos bares e a beira da praia acompanhado de uma cerveja bem gelada, nas festas juninas ou simplesmente em casa na hora do lanche, durante um filme ou uma partida de futebol ele é uma delicia e disse ninguém discorda. O jeito de fazer, o sabor que isso confere a ele lhe rendeu o titulo de Patrimônio Imaterial de Sergipe.

Eu estou falando do Amendoim verde cozido, uma delicia salgadinha, produzido em boa parte do território sergipano e consumido em quase todo o estado. Mas, você sabe como ele é feito, quais os paços até ele chegara até você para ser saboreado? Nós, curiosos que somos resolvemos buscar esta informação e compartilhar com você.

Amendoim

O amendoim sergipano não chega a ficar totalmente maduro. Para ser melhor aproveitado cozido ele fica apenas “De Vez” como se diz por aqui, pois assim ele fica mas molinho. Da família das oleogeneas, o delicioso amendoim cozido é apreciado o ano inteiro por pessoas da mais diferentes classes sócias. Segundo a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), os últimos dados da produção do amendoim são de 2015 quando acumulou 3.824 toneladas, contra 3.572 do ano anterior.

Mas você não lei este texto até aqui para saber apenas de dados estatísticos e histórias que o povo conta não é mesmo? Vamos conosco então ver uma receita de como se prepara o Amendoim Cozido que virou patrimônio imaterial de Sergipe, conferido através do projeto lei aprovado na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) no ano de 2013.

Primeiramente avisamos que desconsideramos as primeiras etapas de plantio e colheita e falaremos apenas do preparo de cozimento. Assim sendo, anote ai os materiais levando em conta que o Amendoim é comercializado verde na casca por litro.

Será preparada uma quantidade suficiente para comercializar ou consumir em festas:

– 30 litros de amendoim (verde com casca)

– 1,5 kg de sal moído

– 10 limões cortados em

Vamos ao preparo

Lave bem o amendoim de preferencia em água corrente ou troque pelo menos duas vezes de água se não for corrente até eliminar por completo a sujeira da casca.

Para o cozimento, recomendo fogo a lenha (pela quantidade) com fogo alto, totalmente imerso, mas com pouca sobre de água e com os limões cortados ao médio com casca e tudo.

Adicione o sal e mexa de vem em quando para a troca de ambiente (de cima para baixo) do amendoim no tacho. O tempo de cozimento varia de acordo com a quantidade e o fogo, mas para esta quantidade recomendo deixar cozinhar por cerca de duas horas.

Para saber o ponto, experimente o amendoim a cada 15 minutos depois de uma hora de cozimento. Ele deve ficar rosado e macio ai é só retirar do fogo, escorrer a água e deixe secar de preferencia ao sol enquanto esfria.

 

Obs: Caso a quantidade de amendoim seja bem menor que essa da receita, uma alternativa é usar panela de pressão para reduzir o tempo de cozimento. Lembre-se de reduzir as medidas de sal e limão para uma menor quantidade do amendoim.