Alojado sozinho em cela na 2º Delegacia Metropolitana em Aracaju, o advogado José Cássio Santos, acusado de estuprar e agredir sua esposa, no dia 15 de janeiro em Ribeirópolis está preso preventivamente. Informações dão conta, porém de que ele teria utilizado o celular dentro da cela, onde está detido desde o último dia 20.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirmou a informação e afirmou que a questão envolvendo o aparelho irá compor o inquérito instaurado contra o acusado pela Delegacia Especial de Proteção à Mulher (Deam).

O suspeito está alojado em uma cela comum, sem a companhia de outros presos. Não há delegacias especiais no estado. A assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Justiça e Defesa do Consumidor informou que, diante da alta demanda do sistema prisional, seria inviável a transferência de vários presos para que um ficasse alojado sozinho.

Ainda segundo o órgão, o diretor do Departamento do Sistema Prisional (Desipe), Agenildo Machado conversa com Alessandro Vieira, delegado geral da Polícia Civil para que o acusado permaneça alojado na 2º Delegacia Metropolitana.