Foi realizada na ultima quarta-feira (21) a 6ª Conferencia Municipal das Cidades de Umbaúba.

O evento foi realizado na sede da Associação São Francisco de Assis e contou com a partticipação do governo municipal através de suas secretarias, de associações de desenvolvimento, comunitárias entre outras a Exemplo da Associação Sergipana dos Terreiros de Umbanda e Candomblé – ASTUC, além é claro da população em geral. Os presentes mostraram-se preocupados com o forte crescimento da cidade que se por um lado se mostra necessária e demonstra o Poder econômico do município, por outro acaba por mostrar a desordem estrutural que pode acarretar se não se limitar a situação de ocupação do solo umbaubense.

Essa, porém, foi apenas uma das muitas discursou sobre vários aspectos que tangem a administração sustentável do município. Após as discursou foram escolhidas apenas 3 das tantas discutidas para serem levadas para uma discussão mais ampla no debate. Confira algumas imagens.

APRESENTAÇÃO

O Brasil, desde a metade do século passado, deixou de ser um País rural e passou a ser uma nação intensamente urbanizada. Cerca de 160 milhões de brasileiras (os) estão vivendo nas cidades. Essa concentração da população nas áreas urbanas, sem o planejamento adequado, trouxe alguns problemas para a qualidade de vida da geração atual e comprometendo a sustentabilidade no futuro.

Soluções para esses problemas serão discutidas na sexta edição da Conferência Nacional das Cidades, um dos espaços de diálogo entre o Governo e a Sociedade. Nesse sentido, o Conselho das Cidades, criado há mais de dez anos, faz parte deste empenho para avançar na agenda urbana, atuando segundo uma diretiva baseada na democracia e no pluralismo.

Para essa edição da Conferência Nacional das Cidades, foi escolhido o tema “Função Social da Cidade e da Propriedade”, que expressa a importância do interesse coletivo. O lema “Cidades Inclusivas, Participativas e Socialmente Justas” proclama o caráter igualitário e equânime qualificando o significado do tema. Pois é fundamental suscitar a compreensão do conceito da função social da cidade e da propriedade ainda pouco assimilado pela sociedade.

A 6ª Conferência Nacional das Cidades será realizada em Brasília, no período de 5 a 9 de junho de 2017, espaço onde a sociedade organizada, representada por seus delegados, cumprirá mais uma etapa, a fim de que unidos possamos pavimentar a travessia da cidade que temos para a cidade que queremos.

O Regimento da 6ª Conferência, aprovado pelo ConCidades, Resolução Normativa nº 19 de 18 de setembro de 2015, é o documento balizador da realização desse evento.

Essa Conferência elegerá as entidades para o sexto mandato do Conselho das Cidades.